"Se hoje sofres por causa de um amor não correspondido ou por uma relação que acabou mal, por um parente que te virou as costas ou simplesmente faleceu, olha: nada é eterno, nem mesmo a dor. Custa, claro que custa, nunca ninguém disse que não, mas passa… prometo que passa. Ou essa cicatriz vai sarar ou vai estar sempre aberta, mas mesmo que esteja aberta, descansa… vais aprender a viver com essa dor e isto vai-te fazer crescer. Não há nada que nos faça amadurecer mais do que a dor. Ela prepara-te para outras coisas más que possam vir a acontecer e faz-te dar mais valor ás coisas boas.
Hoje agradeço as cicatrizes que tenho.
As pessoas têm várias maneiras de lidar com os sentimentos, cada uma tem o seu jeito de demonstrar o que sente, embora dor seja sempre dor. Somos todos diferentes, todos iguais, certo? O tempo ensina muita coisa, se fores paciente.
O tempo vai ensinar-te sobretudo que não deves julgar as pessoas por fora porque nunca sabes o que está por dentro, que não deves jogar pedras ao ar quando o teu telhado é de vidro. A sociedade de hoje em dia só sabe pôr rótulos e julgam, julgam muito… e como referi antes, cada um com a sua maneira de lidar com os sentimentos, logo há pessoas que ficam sem auto estima, que desistem só porque pessoas estúpidas pensam que sabem do que estão a falar, quando na realidade não sabem. São só pessoas que querem aumentar o seu ego, normalmente estas acabam sozinhas, por isso não tentes derrotá-las, elas derrubam sozinhas… é só uma questão de tempo.
Eu aprendi da pior maneira que fingir que está tudo bem por um longo período de tempo deixa uma pessoa exausta e sem motivação. O que sou hoje. Continuo aqui de pé, sempre com a esperança de um dia mudar isto, mas até lá terei que ter força nas minhas pernas, para não cair de joelhos perante a vida.
Todos deviam falar. Todos deviam saber escutar. Todos deviam saber ser amigo.
Liberta-te. Deixa toda a gente saber como te sentes, porque se não disseres, nunca saberão o quão forte és por estares a lidar com coisas que, provavelmente, elas não lidam. Só quem passa é que sabe, falar de fora é muito fácil.
Os verdadeiros sabem o que precisas de ouvir e o que precisam de fazer para te ajudar, mas isso é outra coisa que a vida vai mostrando aos poucos, com quem podes contar, nas piores alturas aparecem os melhores. Contam-se pelas mãos, mas qualidade não é sinónimo de quantidade portanto… Pessoas vêm e vão, habitua-te. - nya correia."
- http://little-pieces-of-nya.tumblr.com/
Posted Há 1 semana with 0 notas | reblog